Características

  • Força Expedicionária Brasileira - FEB
  • 2ª Guerra Mundial
  • Originais - anos 40
  • Medalha de Campanha e Sangue do Brasil com barreta

 

Na história

Medalha de Sangue do Brasil
Foi criada por intermédio do Decreto-Lei nº 7.709, de 5 de julho de 1945 com o objetivo de a agraciar oficiais, praças, assemelhados e civis, destacados para o teatro de operações na Itália, e que ali tivessem sido feridos em consequência de ação objetiva do inimigo. A medalha é de bronze e possui as seguintes características: Anverso: Sabre das Armas da República. Três estrelas vermelhas representando os três ferimentos recebidos pelo General Sampaio, no dia 24 de maio de 1866, na Batalha de Tuiuti – Guerra do Paraguai. Dois ramos de "Pau Brasil", orlando a medalha, lembram a Pátria e as origens de seu nome glorioso. Uma faixa arqueada está inscrita – Sangue do Brasil. Reverso: esfera da Bandeira Nacional envolvida pelos dois ramos de "Pau Brasil". A fita é de cor vermelha com um friso central, dividido em três partes iguais com as cores nacionais: amarelo, verde, amarelo.

Medalha de Campanha
Instituída em 17 de agosto de 1944, a Medalha de Campanha da Força Expedicionária Brasileira, afim de reconhecer a participação nas operações de guerra, durante a 2ª Guerra Mundial. A condecoração também poderia ser atribuída as soldados de outras nacionalidades aliadas. De fato, o primeiro sargento americano Isadore Tabachneck foi um dos militares aliados a receber a Medalha de Campanha da Força Expedicionária Brasileira. Algumas Medalhas de Campanha foram entregues ainda na Itália, outras medalhas foram entregues já no Brasil.

Medalhas da FEB - Sangue do Brasil e Campanha

R$ 1.399,00Preço

    Precisa de ajuda ?

    Paraná Militaria - Todos os Direitos Reservados

    • Facebook
    • Instagram