Características

  • 100% Autêntico - Inerte
  • Estados Unidos
  • Blasting Machine – Army 10-Cap
  • Aproximadamente 20 x 9 cm - 2Kg
  • Com a marca do fabricante e nº de série
  • O modelo foi eternizado nas cenas finais do filme “O resgate do soldado Ryan”. 

    Projetado para acionar até dez cargas ao mesmo tempo a uma distância de até 2 km, este detonador foi usado por unidades de infantaria na Segunda Guerra Mundial. 

    É uma unidade compacta, projetada para ser pequena e leve “apesar de seus 2 kgs”, facilitando o transporte. É basicamente um magneto, e gera corrente contínua com um giro do cabo. 

    A alça (haste em metal, cabo em madeira “para evitar choque”, removível para evitar detonação involuntária, presa por uma corrente “em latão"), gira um pouco menos de 90 graus e é acionada por mola, retornando à posição inicial quando liberada. Isso permite a instalação de um interruptor que apenas completa o circuito de disparo perto do final da torção. 

    Instruções originais do fabricante: Conecte o circuito externo aos bornes de ligação: gire a manivela vigorosamente para a direita. Esta máquina pode perder capacidade temporariamente. Para restaurar: Gire o manípulo vigorosamente algumas vezes. 

    Penúltima e última imagem "não inclusa" cenas finais do filme "O resgate do Soldado Ryan"

 

Na história

A primeira Blasting Machine de indução magnética satisfatória foi construída em 1878 por Henry Julius Smith de Mountain View, New Jersey. Seu mecanismo consistia de um cabo em T que era empurrado para baixo; a extremidade inferior do cabo era uma cremalheira que impulsionava um pinhão , que, por sua vez, acionava um magneto de alta tensão , que gerava a alta tensão necessária para detonar a capa de detonação. Era usada principalmente em mineração, pedreiras e construção de estradas.

Raro Blasting Machine EUA - 2ª Guerra Mundial

    Precisa de ajuda ?

    Paraná Militaria - Todos os Direitos Reservados

    • Facebook
    • Instagram