Sobre a Paraná Militaria

A Paraná Militaria começou pela sede de conhecimento da história da guerra

O fundador da Paraná Militaria, é estudioso de história militar,  preservador de itens históricos,  apaixonado por História.

Inicio-se no colecionismo no ano de 1990, quando aos 8 anos de idade,  ganhou do seu avô, uma moeda, ano 1825 de Réis Brasileira.

Sua coleção de moedas cresceu, e cresceu....

Ainda no colégio, aos 13  anos, ouviu o bibliotecário falando sobre a “Bomba de Hiroshima” , mostrando interesse no assunto, foi apresentado a uma “Enciclopédia Barsa” sobre a Segunda Guerra Mundial, e desde então se aprofundou no tema, lendo todos livros  sobre o tema ao seu alcance.

Em 1998, com o lançamento do filme “Saving Private Ryan”  aumentou ainda mais seu  entusiasmo sobre o tema. 

Mas foi em uma viagem, que aconteceu um inesperado encontro com que seria seu primeiro item da 2ª guerra mundial. Inesperado, porque era um país da América do Sul, onde seria incomum encontrar algo do período.

Sua paixão só aumentou, assim como as viagens, e sua coleção de Militaria. Agora suas moedas pareciam não ter o mesmo encanto.

Somente em 2005, já com uma considerável coleção, e conhecimento sobre os produtos, iniciou o compartilhamento desta paixão.
A Paraná Militaria, torna realidade o sonho de vários entusiastas de militaria antiga em ter  um pedaço da história em suas mãos.

Mesmo após estudar muito as histórias dos conflitos do passado, viajar  o mundo e conhecer os principais antigos fronts das grandes guerras, ainda não consigo compreender o qual, tão grande é a Ganância Humana por territórios, bens,  poder, ou qualquer motivo para justificar uma guerra, onde pessoas inocentes morrem por ideologias de seus líderes.

O Mundo ainda continua marcado pelos conflitos que conhecemos como Guerras Mundiais, alguns sobreviveram;  combatentes, prisioneiros de campos de extermínios, crianças,  idosos,  que enfrentaram a fome, crueldade, desigualdade, ou até mesmo os grandes bombardeios da 2ª Guerra, que dizimavam cidades inteiras. Como tal, temos uma memória viva,  porém essa memória viva vai desaparecendo, cabe a nova geração compreendê-la, compreender a experiência de vivenciar uma guerra e sobreviver à mesma.

Devemos

...  Respeitar cada peça, por mais simples que seja, até uma simples escova de dentes do período, carrega com sigo a história e legado do seu ex dono.

... Viver em “PAZ”,  agradecer todos os dias por todos que pagaram com suas vidas por nossa liberdade.... 

... Conhecer o passado e refletir, para que acontecimentos como as grandes guerras, "nunca se repitam".

... Agradecer, reconhecer os esforços dos nossos Pracinhas (FEB – Força Expedicionária Brasileira) que deixaram suas famílias, e entes queridos para lutar em uma terra desconhecida, com um inimigo desconhecido, sem saber se voltariam para o conforto de suas casas.

Nossas escolas deveriam priorizar este conhecimento histórico, ter material didático sobre o tema (muitos nem sabem que o Brasil participou da 2ª guerra mundial).  Eles merecem ser reconhecidos e lembrados !

Precisa de ajuda ?

Paraná Militaria - Todos os Direitos Reservados

  • Facebook
  • Instagram